"Percorri toda essa trajetória e até agora não cheguei a lugar algum.
Sim, acredite, eu mudei muito. Descobri dentro de mim mesma, uma pessoa muito paciente, muito esperançosa muito corajosa, muito guerreira. Mas chega um ponto que as forças acabam, o corpo pede descanso e a mente já não funciona.
Meu coração já não aguenta mais bater, as lágrimas já não chegam aos meus olhos, e minhas pernas não sustentam mais o meu corpo. Isso tudo porque aquela mensagem de "eu te amo" não chegou aos meus ouvidos, esse tempo todo. "
Anne Martins

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

O que seria o triz?



R.Sigma em sua música já cantava, "Estamos todos por um triz...", mas ela não acreditava que era parte daquele "todos".Para ela, ela não estava por um triz, ela estava muito bem, quem não tinha problemas diários?Quem não chorava por amor? Quem não brigava com o melhor amigo? Quem não sentia vontade de jogar tudo pro alto e sair gritando pelo mundo, sem se preocupar se vão julgar sua sanidade mental?
Mas faltava muito pouco para a opinião dela mudar, apenas um acontecimento, talvez um suspiro ou quem sabe um choque de realidade.

(...)

Aconteceu.

(...)

Ela chorou, gritou, brigou, quebrou copos.O motivo, ao certo, não se sabe, ela não conta.
Mas ela já estava diferente, estava aparentemente por um triz, o fogo estava no final do pavio e a bomba estava prestes à estourar.
Ela olhava para os lados, via todos, todos estavam ao seu redor, menos quem ela queria, quem ela mais amava, quem ela mais queria por perto.
Mas esta pessoa estava longe, muito longe, talvez não lembrasse nem de sua existência.
E ela, apaixonada declarada, menina que vive de paixões, menina que vive para amar, que dava sua vida para isso, dessa vez caiu.
Seu mundo caiu, e aquilo que estava por um triz, acabou.
Sua vida de mentiras, seu conto fadas.
Seu mundo antes cor de rosa, agora não passa do básico preto com branco.

(...)

A nobre menina estava sem chão, não sabia em que acreditar, e nem como recomeçar.
Ela queria apenas fugir, queria um novo mundo, queria novas pessoas, novas paixões..mas onde ela poderia encontrar tudo novo se no fundo ela apenas queria sua velha paixão?

(...)

E mais uma vez ela recomeçou uma vida de mentiras, ela mentia que não amava, ela mentia que era feliz, ela mentia que conhecia pessoas novas, ela mentia que acreditava nela mesma.
Ela era a mentira.

(...)

Ela estava decidida, preferia viver na mentira, preferia viver na farsa, entrar no jogo da sociedade, só mudaria se tivesse seu amor.
E sem seu amor ela prefere morrer, pois não adianta viver para sofrer a dor de um amor impossível.

3 comentários:

Rebecca Garcez. disse...

Muito obrigada, mesmo!

E olha! R.Sigma por aqui!! =)

Muito interessante.
Vou passar a acompanhar.

Beijos.

Rebecca Garcez. disse...

Own! Imagina!

Vou colocar o teu também, posso?

E ah! Como conhece R.Sigma? Me deu vontade de perguntar ><

Beijos.

Tiago Faller disse...

Eis a saída de toda paixão frustrada, a mentira.

O coração sabe enganar, e muito bem.